O cineasta Fernando Meirelles disse à Folha em abril que a televisão ficou mais interessante que o cinema. O jornalista, escritor e especialista em regulação da Ancine (Agência Nacional do Cinema) Luciano Trigo concorda.

Segundo ele, é na TV, não mais no cinema, que criadores agora encontram condições de desenvolver novos modelos de narrativa audiovisual.

Fonte: Folha de São Paulo 

 

Receba NossasNovidades